11 de janeiro de 2019

Revista Amanhã: As múltiplas rotas do grupo Sulista

A história do Grupo Sulista confunde-se com a história de seu fundador Alfredo Meister Neto. No começo dos anos 1980, o empresário era gerente de uma empresa rodoviária que realizava transporte de cimento. Trabalhou em obras como a construção da Usina Hidrelétrica de Itaipu, em Foz do Iguaçu. Surgiu a vontade de empreender, e Alfredo comprou participações da empresa em que atuava. De sócio minoritário – com apenas com 1% das ações – aos poucos passou a majoritário.

Com um faturamento de R$ 250 milhões e transportando 410 mil toneladas anuais, o Grupo Sulista conquistou premiações relevantes nos últimos anos. Em 2017, a Total Linhas Aéreas ficou em quarto lugar entre as 50 melhores emergentes do Sul do Brasil. A Transportadora Sulista marcou presença na lista das 500 empresas emergentes da região. Os dois estudos foram realizados e publicados pela Revista AMANHÃ.

Conquistas

Essas conquistas são resultado de um trabalho diversificado nos dois ramos em que atua. Atenta às demandas de seus clientes, a transportadora oferece serviços diferenciados. Destaque para o transporte de cargas completas, veículo exclusivo, transporte milk run – coletas e entregas programadas – e just in time, que dá a garantia do material na quantidade demandada e no momento necessário para o uso do cliente.

Para tornar os processos mais eficientes, a Sulista conta com um sistema de rastreamento via satélite sobre o posicionamento da carga, além de possuir uma frota de apoio em caso de emergência e uma equipe de atendimento 24 horas baseada no Centro de Controle Operacional (CCO), conectando todas as unidades da empresa. Pelo sistema ERP KMM, o cliente consegue acompanhar o percurso de sua carga on-line.

Além da preocupação com o bom andamento e desenvolvimento do sistema logístico brasileiro, as ações socioambientais apoiadas pela empresa confirmam o compromisso do Grupo com a sociedade. Reforçam ainda a possibilidade de construir novas rotas e parcerias não apenas nos negócios da empresa, mas também com a população das unidades onde a Sulista está inserida.

Leia mais em: https://bit.ly/2RpCAHS