21 de dezembro de 2018

Sulista apresenta resultado de 2018

A venda de caminhões obteve alta de 49% de janeiro a novembro desse ano, com a comercialização de 68,3 mil unidades, conforme dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Já a venda de veículos leves alcançou 2,33 milhões de unidades emplacadas. A alta é de 15% de janeiro a novembro de 2018 em comparação com o mesmo período do ano passado. Acompanhando o bom resultado de setores como o automobilístico e de caminhões, a Sulista realizou diversas ações para atender com agilidade e produtividade.

Estar à frente e ser um dos principais players do mercado exige inovação, visão estratégica e investimentos constantes. Essa foi a trilha seguida pela Sulista no decorrer de 2018. Um exemplo foi a aquisição de 34 caminhões, para criar oportunidade de expansão de negócios e mais agilidade à operação dos clientes.

Entre os projetos de 2018 destaca-se o novo aplicativo da Sulista. Um novo estilo de operação, que marca a entrada definitiva na era da informação rápida e precisa, na palma da mão, onde o cliente estiver. O aplicativo demonstra toda a seriedade com a transparência e preocupação com o bom atendimento ao cliente e produtividade. “Saímos na frente e queremos permanecer inovando, porque nosso negócio é dinâmico, ágil e necessita de ferramentas que nos tragam a melhor performance possível. Estamos sendo muito elogiados pelos clientes e isso só nos motiva a melhorar nossos processos”, afirma o diretor operacional da Sulista, Ronaldo Lemes.

Área de Projetos Sulista

Uma inovação colocada em prática foi a nova área de Projetos da Sulista. Ela é responsável pela identificação de oportunidades de melhorias internas e externas, trabalhando na fidelização de clientes com projetos no conceito ganha-ganha. Afinal, essas melhorias, sejam internas ou externas, transformam-se em ganho de produtividade e maximização de resultado.

Programa desenvolve estagiários e aprendizes

A Sulista tem grande compromisso com o desenvolvimento e resultado de seus colaboradores. Exemplo disso são os programas de estágio e aprendizagem, que permitem o desenvolvimento de jovens talentos. Assim, a empresa incentiva-os a crescer profissionalmente para que possam chegar a outros cargos.

Greve dos caminhoneiros e superação

O ano de 2018 também ficou marcado pela ocorrência da greve dos caminhoneiros, que praticamente paralisou o país. Lemes aponta que foi o momento mais delicado em toda sua carreira no transporte. “Uma situação inédita que, com muita calma, seriedade e transparência conseguimos contornar”, assinala. Para isso, a Sulista trabalhou com contingência até o momento em que 100% das rodovias foram bloqueadas. A retomada foi muito alinhada e a empresa conseguiu suprir toda a carteira, numa agilidade que superou a expectativa dos clientes. Para 2019, a perspectiva é de crescimento, muito trabalho e evolução contínua.