20 de julho de 2020

Tupy: planejamento Efetivo e ações de prevenção contra a Covid-10

Com um planejamento bem feito e ações preventivas, a fabricante de componentes estruturais Tupy foi uma das primeiras empresas a suspender as operações no País após a chegada da COVID-19. O diretor de compras, Erodes Berbetz, conta que isso ajudou a preservar a saúde física e psicológica dos funcionários e permitiu adequar a estrutura da fábrica. “Avaliamos as questões de demanda, para não deixar nenhum cliente desabastecido. E, também, as adequações necessárias para promover um ambiente de acordo com as condições sanitárias indicadas, como distanciamento social, afastamento de grupos de risco, entre outros”, conta Berbetz. A Tupy contratou, ainda, um médico infectologista que ajudou a repensar a infraestrutura da fábrica nos postos de trabalho e áreas comuns. Além disso, outros cuidados foram tomados pela empresa que: Intensificou a comunicação com os funcionários e seus familiares, para que se conscientizassem sobre as medidas de prevenção; Aumentou os locais dedicados à higienização; Demarcou as distâncias seguras em todos os espaços; Mudou as dinâmicas nos restaurantes; Manteve a liderança e time de Saúde atentos e disponíveis para atender o público interno e parceiros. Hoje, a Tupy está entre as líderes mundiais no desenvolvimento de componentes estruturais como blocos e cabeçotes de motores, usados principalmente em veículos pesados (caminhões), máquinas, equipamentos e até geradores de energia em setores como como Transporte, em todos os modais, Infraestrutura, Agricultura e Geração de Energia. Para Erodes, a retomada do mercado externo acontecerá primeiro, tanto pela resiliência das economias, como pela série de incentivos econômicos anunciados e por indicadores de consumo que já demonstram essa recuperação. “No Brasil, o segmento de pesados deve se beneficiar do desempenho positivo da agricultura, o que também deve impactar a demanda por equipamentos agrícolas, nos quais estamos presentes. Os distribuidores de diesel brasileiros também já indicam o atingimento de níveis pré-crise”, completa o diretor. Planos para o futuro A Tupy seguirá investindo para oferecer soluções tecnológicas que sejam referência e que possam contribuir com o aumento da qualidade de vida das pessoas. Para isso, a empresa busca ampliar sua atuação em todos os setores mencionados acima. “Acreditamos que o cenário atual estimulará o investimento em proporcionar o acesso ao saneamento básico, água potável, hospitais e infraestrutura, em todo o mundo”, conta Berbetz. Para isso, ele destaca a importância de contar com parceiros que tenham o mesmo comprometimento com as pessoas, com a qualidade e com o impacto promovido por essas atividades. Entre eles, está a Sulista, que há mais de cinco anos é responsável pela logística inbound e outbound da Tupy, com recente renovação da parceria pelos próximos cinco anos.